EQUIPA

COMPOSITORES

Ana Seara (Coimbra – 1985)

Compositora                                                    

Licenciada em composição.  É Doutoranda na Universidade de Aveiro. Vencedora do 1º e 2º Prémios no Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim – Música de Câmara e Música Orquestral (2006, 2007, 2008).  Tem recebido encomendas de instituições como a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, OrchestrUtopica, Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, Fondazione Adkins Chiti, Gulbenkian Música, Orquestra Sinfónica Casa da Música, Remix Ensemble, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Teatro Nacional de S. Carlos, entre outros.

 

Anne Victorino d’Almeida (Poissy | França – 1978)

Violinista – compositora

Professora no Conservatório Nacional onde exerceu de 2017 a 2019 o cargo de diretora adjunta. Enquanto compositora, iniciou a sua carreira obtendo o prémio de melhor proposta musical no concurso “Teatro na Década 97”. Como membro fundador do Quarteto Lopes-Graça, de 2005 a 2014 atuou com grande frequência nas maiores salas portuguesas e estrangeiras. Lançou em 2019 o CD duplo “A Sombra dos Sentidos” com obras de câmara de sua autoria.

 

Carlos Azevedo (Vila Real – 1964)

Compositor

Estudou composição na Escola Superior de Música do Instituto Politécnico do Porto. Posteriormente estudou com George Nicholson na Universidade de Sheffield, onde obteve o mestrado e mais tarde o doutoramento em composição.

A sua lista de obras inclui música de câmara, peças orquestrais e para instrumentos a solo.  Desde 1997 que dirige e toca piano na Orquestra Jazz de Matosinhos, tendo também uma grande colaboração como compositor e arranjador.

Como pianista de jazz tem participado em diversos festivais e gravado com diferentes formações.  Atualmente é professor do curso de composição na ESMAE.

 

Daniel Bernardes (Alcobaça – 1986)

Pianista – compositor

Trabalha para Teatro assumindo a direção musical de “Cimbelino” de W. Shakespeare, com encenação de António Pires para o Teatro do Bairro, assim como de “Sweet Home Europa” de D. Carnevali, com encenação de João Pedro Mamede, numa produção do Teatro Nacional D. Maria II. Estreia-se em televisão compondo a música para a série “A Espia”. Chega ao cinema pela mão de João Botelho com as bandas sonoras de “Peregrinação”, “O Ano da Morte de Ricardo Reis” e “Filme em forma de assim”.

Doutorando em Artes Musicais na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Mestre em Performance Jazz pela Escola Superior de Música de Lisboa.

 

Fernando Severo Altube (Salta | Argentina – 1960)

Pianista – compositor – maestro – professor

Por duas vezes consecutivas obteve prémios em concursos de improvisação no Conservatório Tchaikovsky. Ganhou também o 1º Prémio no WPTA-IPC International Composition Competition 2017 (Associação Mundial de Professores de Piano) e no mesmo ano recebeu o Prémio Reconhecimento Embaixada Argentina.

 

Francisco Fontes (Braga – 1993)

Compositor

Completou o mestrado em “Opera Making and Writing” na Guildhall School of Music and Drama.

Ganhou o Prémio SPA/Antena 2 em 2019, foi compositor associando nos Estúdios Victor Cordón num projeto em parceria com o Teatro Nacional de São Carlos e a Companhia Nacional de Bailado.   Atualmente, colabora como compositor e organizador no projeto “FIO- Festival Informal de Ópera” e é um dos compositores do projeto “Traction – Ópera na Prisão”.

 

Nuno Guedes Campos (Lisboa -1971)

Compositor – guitarrista

Licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa.  Diplomado pelo Institut de Formation Musicale de Paris, as suas obras têm sido apresentadas em vários países e têm sido interpretadas e encomendadas por instituições, formações e músicos como: Orchestra Filarmonica di Torino, Prémio Jovens Músicos (Antena 2 / RDP), OrchestrUtopica, Orquestra do Algarve, Longvic Jazz Big Band, II Festa do Jazz do Teatro São Luiz, Festival Jovens Músicos (Antena 2 / RDP), Elizabeth Davis, Pedro Rodrigues, Duo Fruscella/Debs, Darko Petrinjak, Régine Campagnac, Francisco Franco,  Drumming, Filipe Quaresma, entre outros.

 

Pedro Lima (Braga – 1994)

Compositor

Conta com obras apresentadas nacional e internacionalmente.

Prémio SPA/Antena 2 em 2016, jovem compositor em residência na Casa da Música em 2019, compositor associado nos Estúdios Victor Córdon do Teatro Nacional do São Carlos. Teve oportunidade de colaborar com agrupamentos e artistas de renome tais como: Peter Rundel, Jovem Orquestra Portuguesa, Orquestra Gulbenkian, Remix Ensemble, Pedro Neves, Orquestra Sinfónica do Porto, Miquel Bernat, entre outros.

 

Sara Marita (Porto – 1999)

Compositora – pianista

Estudou piano e composição no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Licenciou-se em Composição na Escola Superior de Música de Lisboa. Atualmente, é mestranda em Teatro – Artes Performativas na Escola Superior de Teatro e Cinema. Trabalha regularmente em projetos multidisciplinares, enquanto compositora e performer, tendo já participado em diversos festivais a nível nacional e internacional (BoCA 2019, Monaco Electroacoustique 2019, entre outros).

 

Sérgio Azevedo (Coimbra – 1968)

Compositor

Ganhou vários prémios nacionais e internacionais, entre os quais o “United Nations Prize” e o “Prémio Autores” (SPA) de 2010, e as suas obras são regularmente encomendadas e tocadas por prestigiados intérpretes e orquestras, estando presentes em mais de 40 CD’s. Autor dos livros “A Invenção dos Sons” e “Olga Prats – Um Piano Singular”.  Escreve para “The New Grove Dictionary of Music and Musicians” e criou várias séries de programas para a RDP – Antena 2. Colabora com o Teatro Nacional de São Carlos e com a Fundação Calouste Gulbenkian na apresentação e comentário de concertos e na elaboração de notas de programa. Doutorado pela Universidade do Minho é, desde 1993, professor de Composição e Orquestração na ESML. 

DIRETOR ARTÍSTICO

Laurent Filipe

 Músico, produtor, ator ocasional, realizador e gestor de projetos, Laurent Filipe nasceu em 1962. Iniciou a sua carreira profissional aos 15 anos de idade.

Licenciou-se pela Universidade de Kansas, Belas Artes em 1985 (EUA) e obteve em 1987 a pós graduação em Composição para Cinema pelo Berklee College of Music de Boston.  É doutorando em Ciências Sociais e Humanas.

A par de uma extensa obra multiplica-se por diversos projetos da sua criação e gestão. É conhecido do grande público pela sua presença nos ecrãs.

Ganhou vários prémios em Portugal e no estrangeiro.

 

 

DIRETOR MUSICAL

Alberto Roque (Villeneuve St. George |França – 1967)

Maestro – saxofonista

Licenciado em Direção de Orquestra pela Academia Nacional Superior de Orquestra. Obteve o grau de “Perfectionnement”, na classe de Direção de Orquestra do Maestro Jean-Sébastien Béreau, no Conservatório de Dijon (França).

Em 1998 foi-lhe atribuído o 1º Prémio do Concurso Internacional Fundação Oriente para Jovens Chefes de Orquestra.

É membro da WASBE. Foi maestro convidado nas Masterclass de Direcção das Conferências da WASBE em S. José (Califórnia) e Buñol (Valência). Desde 2016 integra o corpo docente da Sherborne School of Music.

BANDA-MÃE

Partindo do património classificado (castelos, fortalezas, património natural e arqueológico) e da memória cinéfila destes municípios, a um grupo de músicos profissionais (banda-mãe) juntar-se-ão músicos amadores de cada um destes municípios para interpretarem as criações de compositores convidados. Desta mescla, resultará um Festival de filmes-concertos com bandas sonoras originais para películas/filmes antigos, procurando o foco nas linguagens contemporâneas.

MÚSICOS

Alexandre Silva
Bruno Pascoal
Carolina Alves
Catarina Gomes
Cláudio Pinheiro
Cristiana Moreira
Frederico Fernandes
Gonçalo Pedrosa
Gonçalo Pereira
Hugo Pedrosa

Joel Rodrigues
Miguel Santos

Mikael Faustino
Neuza Bettencourt
Nuno Mendes
Paulo Bernardino
Pedro Frazão
Pedro Pereira
Rui Correia
Sara Dias

MÚSICOS RESIDENTES

LEIRIA

Sociedade Artística Musical 20 de Julho de Santa Margarida do Arrabal Ana Helena Oboé
Sociedade Artística e Musical da Bajouca André Venâncio Trompete
Associação Filarmónica Bidoeirense Cláudia Ventura Trompa
Sociedade Filarmónica São Cristóvão da Caranguejeira David Melro Bombardino
Filarmónica do Sagrado Coração de Jesus e Maria de Chãs Marcos Pinto Percussão
Sociedade Artística e Musical Cortesense Francisca Prior Clarinete
Sociedade Filarmónica Maceirense do Concelho de Leiria Matilde Susano Saxofone
Filarmónica de São Tiago de Marrazes Henrique Bregieira Fagote
Sociedade Filarmónica Nossa Senhora da Piedade Joana Costa Flauta
Sociedade Artística Musical dos Pousos José Guilherme Tuba
Sociedade Filarmónica Senhor dos Aflitos do Soutocico Maria Novais Trombone

PENICHE

Nome Banda Filarmónica Instrumento
Tiago Belizário Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Flauta/Flautim
Ana Rita Leal Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Clarinete (Bb/ Requinta/ Baixo)
Leonor Reis Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Clarinete (Bb/ Requinta/ Baixo)
Alexandre Silva Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Saxofone (S/A/T/B)
Solange Fialho “A Serrana” Saxofone Alto
Cristina Reis Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Trompa
Lúcia Oliveira “A Serrana” Trompete
Ruben Tomás Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Trombone tenor
Carlos Domingos Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Bombardino
André Mestre Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Tuba
Constança Reis Sociedade Filarmónica União 1º dezembro 1902 Percussão

 

BAILARINO

FRANCISCO GOMES (Leiria – 2003)

Francisco Tiago Gomes formou-se no Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez, onde dança desde os 6 anos.

Ao longo do seu percurso,  recebeu diversos prémios nacionais e internacionais.

APOIOS ESTRATÉGICOS